Farmacêutica

 

Segundo pesquisa do Instituto Datafolha, cerca de metade dos brasileiros não sabem o que é esclerose múltipla, 45% acham que é uma doença típica do envelhecimento e 36% que é hereditária. Apesar de ser, na verdade, crônica e  atingir  adultos jovens entre 20 e 40 anos, na sua maioria mulheres.

A pesquisa, encomendada pela Roche Farma Brasil, líder mundial em inovação em saúde, comprova o cenário que os especialistas enfrentam diariamente ao dar o diagnóstico. “Ao ouvir que tem esclerose múltipla, o paciente vê a si mesmo como um velhinho, incapaz e ‘esclerosado’”, conta Dr. Jefferson Becker, presidente do Comitê Brasileiro de Tratamento e Pesquisa em Esclerose Múltipla e Doenças Neuroimunológicas (BCTRIMS). “Para mudarmos esse cenário, é importante falarmos da doença o ano todo ", explica.

Segundo o Dr. Jefferson, existem outros mitos relacionados à doença que precisam ser quebrados, são eles: