Como os testes de anticorpos ajudam a detectar as pessoas que já foram infectadas pela SARS-CoV-2

 

Todos os dias, cresce o número de pessoas infectadas com a síndrome respiratória aguda provocada pela SARS-CoV-2, mas em geral apenas pessoas com sintomas como febre, tosse e dificuldades respiratórias agudas são testadas.

 

Como uma infecção pelo vírus muitas vezes pode não apresentar sintomas, muitas pessoas não sabem se já foram infectadas pelo SARS-CoV-2.

Portanto, muitos casos não são relatados por falta de conhecimento. É neste cenário que um teste de anticorpos pode fazer a diferença, fornecendo mais clareza para aprimorar a gestão da doença.

 

Dois critérios são fundamentais para amplos programas de teste para SARS-CoV-2: o alto rendimento, que permita aos laboratórios a possibilidade de testar um amplo número de amostras em um curto espaço de tempo e precisão, para fornecer um resultado confiável ao profissional de saúde para diagnóstico. Isso pode ser atingido ao medirmos a produção de anticorpos contra a SARS-CoV-2 em amostras de sangue.

 

Confira como funciona