Avanços no conhecimento sobre DMRI

Avanços no conhecimento sobre DMRI

Nossas parcerias com pesquisadores, médicos e grupos de pacientes oferecem uma oportunidade única para, fortalecendo a pesquisa na comunidade, descobrir e oferecer novas terapias que façam real diferença na vida das pessoas que, no mundo inteiro, sofrem de doenças da retina com risco de perda da visão.
 

A Roche se aliou aos principais centros médicos da Europa para formar um consórcio voltado para aprofundar o estudo da degeneração macular relacionada à idade (DMRI), principal causa de perda da visão em pessoas de mais de 60 anos.1 A DMRI resulta de um dano à mácula, a parte do olho responsável pela visão central e pela nossa capacidade de ver detalhes finos com clareza.2

Esse consórcio, chamado EYE-RISK, irá investigar o papel combinado de fatores genéticos e não genéticos no desenvolvimento da DMRI. O consórcio EYE-RISK é presidido pelo Prof. Marius Ueffing, do Instituto de Pesquisa Oftalmológica da Universidade de Tübingen, na Alemanha, e é financiado no âmbito do  programa European Union Horizon 2020 Framework, o maior programa de pesquisa e inovação dessa categoria, com recursos totais disponíveis de quase 80 bilhões de euros.1

O consórcio utilizará dados epidemiológicos abrangentes e amostras biológicas de grandes coortes e biobancos de olhos europeus epidemiológicos para desenvolver ferramentas que ajudem a prever clinicamente a DMRI. O consórcio EYE-RISK também tem por meta caracterizar os fatores de risco de DMRI nos pacientes e identificar mecanismos da doença ao nível molecular. Os principais objetivos do consórcio serão determinar a frequência de DMRI na Europa e avaliar o risco de DMRI, com base em fatores de risco fenotípicos, genéticos, ambientais e bioquímicos e suas interações.1

Como identificar quem tem risco

“Essa pesquisa ampliará nossos conhecimentos sobre quem tem risco de desenvolver DMRI, quem tem risco de progressão, por que e como, os riscos se combinam para provocar a progressão em certos pacientes, e o que podemos fazer para diminuir o risco para esses pacientes. Nosso papel nessa iniciativa será trabalhar em estreita colaboração com os membros do consórcio compartilhando dados e informações, além de conduzir pesquisas e análises de dados internas que levem a resultados fundamentais, tais como a identificação e priorização de vias e genes promissores para o futuro desenvolvimento de medicamentos,” explica Everson Nogoceke, Líder de Medicina Experimental de Biomarcadores, na área de Desenvolvimento Inicial e Pesquisa da Roche Farmacêutica, e coordenador da iniciativa EYE-RISK.

O programa EYE-RISK se subdivide em oito linhas de trabalho vinculadas ao apoio e realização de objetivos específicos. Os membros do consórcio serão designados para apoio a linhas de trabalho específicas, de acordo com a sua experiência e competências. A Roche não receberá qualquer doação de recursos públicos por sua participação no consórcio EYE-RISK e apoiará a iniciativa por meio de contribuições financeiras adicionais.1

 

Referências

  1. Dados de arquivo da Roche.

  2. Bright Focus Foundation. Age-Related Macular Degeneration: Facts & Figures. [Internet; citado em novembro de 2018]. Disponível em: https://www.brightfocus.org/macular/article/age-related-macular-facts-figures.