Sobre Oftalmologia

sobre oftalmologia

A perda da visão é um dos maiores problemas de saúde e afeta mais de 250 milhões de pessoas em todo o mundo. A cegueira e a deficiência visual podem ter um impacto devastador para as pessoas afetadas, incluindo os pacientes e seus cuidadores, pois podem limitar suas interações sociais e sua independência, afetar a sua capacidade de trabalho e levar a depressão e ansiedade.

 

Na Roche, os nossos programas clínicos pioneiros têm como foco algumas das principais causas de cegueira e deficiência visual em todo o mundo, para as quais ainda há grande necessidade de soluções - as doenças da retina. Estas incluem a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) com neovascularização, a doença ocular diabética e a atrofia geográfica, para as quais as opções terapêuticas são limitadas ou inexistentes.

 

Líderes em inovação

As doenças da retina podem ser difíceis de tratar porque se desenvolvem e evoluem de modo variável de pessoa para pessoa. A nossa abordagem na inovação em oftalmologia tem por base o nosso profundo conhecimento sobre a biologia da doença, aliado a novas fontes dados e análises como os dados da prática clínica real, machine learning e algoritmos avançados. Essa abordagem deverá nos permitir projetar e avaliar terapias que têm como alvo novas vias biológicas, funcionam de modo inovador ou são administradas por mecanismos de liberação prolongada.

 

Em suma, acreditamos que estamos na posição ideal para oferecer soluções efetivas e altamente personalizadas que melhorem a qualidade da visão e a qualidade de vida das pessoas com doenças da retina.

 

Compromisso com a comunidade de oftalmologia

O nosso trabalho na oftalmologia é impulsionado pelo nosso compromisso de fazer uma diferença real para as pessoas que perderam a visão e seus cuidadores. Ele é embasado na nossa tradição de pioneirismo em terapias revolucionárias para as pessoas que delas necessitam. Valorizamos muito os nossos relacionamentos e colaborações com pesquisadores, médicos e grupos de pacientes, que nos permitem, como comunidade, fomentar avanços na ciência oftalmológica e melhorar o tratamento das pessoas com doenças oculares.