Compreendendo o impacto do câncer de bexiga

O câncer de bexiga é, globalmente, o 10º tipo mais comum de câncer; em 2018 houve mais de meio milhão de novos casos diagnosticados de câncer de bexiga no mundo, com cerca de 200.000 mortes decorrentes da doença.1

O câncer de bexiga é o...

O que é câncer de bexiga?

O câncer de bexiga é caracterizado pelo desenvolvimento de células anormais no revestimento da bexiga.2 Existem três tipos principais de câncer de bexiga:2

  • Carcinoma Urotelial, também conhecido como carcinoma de células transicionais (CCT), que se desenvolve nas células do revestimento da bexiga. Esse é, de longe, o tipo mais comum de câncer de bexiga, correspondendo a cerca de 90% de todos os casos.
  • Carcinoma espinocelular, que se inicia nas células escamosas do revestimento da bexiga e corresponde a 4% de todos os cânceres de bexiga.
  • Adenocarcinoma, que se inicia nas células glandulares no revestimento da bexiga e corresponde a 2% de todos os cânceres de bexiga.

Sintomas comuns de câncer de bexiga

Os sintomas mais comuns de câncer de bexiga incluem sangue na urina; dor abdominal; dor lombar; e irritação da bexiga.3,4

O tempo é crucial

Cerca de metade de todos os cânceres de bexiga são diagnosticados no estádio precoce não músculo invasivo (estádio 0 - I),5 o que significa que células cancerosas são encontradas apenas dentro da camada interior da parede da bexiga.6 Como em muitos cânceres, um diagnóstico precoce é capaz de melhorar as chances de sobrevida.7

Aproximadamente um terço dos casos são diagnosticados quando o câncer se espalhou mais profundamente na bexiga,5 o que é conhecido como câncer de bexiga músculo invasivo (estádios II e III).6 Nos demais casos, o câncer se espalhou para órgãos e músculos adjacentes5 - e é também conhecido como câncer de bexiga metastático (estádio IV).6

A diferença entre sexos

Embora cerca de três quartos dos casos de câncer de bexiga ocorram em homens,1 mulheres são mais frequentemente diagnosticadas em estádios tardios, o que é interpretado como fator contribuidor para uma menor taxa de sobrevida em comparação com homens.7 O diagnóstico tardio em mulheres pode ser devido a sintomas comuns de câncer de bexiga sendo diagnosticados erroneamente como infecções do trato urinário.8,9

Quando diagnosticados com câncer de bexiga estádio IV, a taxa de sobrevida de 5 anos é de 15% para mulheres, em comparação com uma taxa de 27% para homens. Na realidade, mulheres têm uma menor taxa de sobrevida de 5 anos, em comparação com homens, em todos os estádios de diagnóstico.7 Isso demonstra a necessidade de uma maior conscientização para os sintomas precoces de câncer de bexiga, principalmente entre mulheres.

Esperança para o futuro

Uma pesquisa contínua da biologia tumoral e a introdução de imunoterapias para o tratamento de câncer trouxeram nova esperança e uma nova opção para determinadas pessoas com câncer de bexiga, após 30 anos sem avanços. A esperança é que a combinação de diagnóstico precoce e avanços recentes no tratamento auxiliarão na melhora de taxas de sobrevida para pessoas com câncer de bexiga.
 

Referências

  1. Bray et al. Global cancer statistics 2018: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. Ca Cancer J Clin. 2018;68:394-424.

    *Calculation based on Global cancer statistics 2018: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for bladder cancer, percentage of global incidence attributed to diagnosis in men
  2. Cancer.Net. [Internet; cited 2019 April 5]. Available from: https://www.cancer.net/cancer-types/bladder-cancer/introduction/.
  3. NHS. [Internet; cited 2019 April 5]. Available from: https://www.nhs.uk/conditions/bladder-cancer/symptoms/.
  4. Fight bladder cancer. [Internet; cited 2019 April 5]. Available from: http://fightbladdercancer.co.uk/learn/symptoms.
  5. National Cancer Institute. [Internet; cited 2019 April 5]. Available from: http://seer.cancer.gov/statfacts/html/urinb.html.
  6. Cancer.Net. [Internet; cited 2019 April 5]. Available from: https://www.cancer.net/cancer-types/bladder-cancer/stages-and-grades.
  7. Dobruch J et al. Gender and Bladder Cancer: A Collaborative Review of Etiology, Biology, and Outcomes. Eur Urol. 2016;69:300-310.
  8. Richards K.A et al. Urinary tract infection-like symptom is associated with worse bladder cancer outcomes in the Medicare population: Implications for sex disparities. Int J Urol. 2016;23:42-47.
  9. Nicholson, B. D et al. Bladder cancer in women. BMJ. 2014;348:g2171-g2171.