Media Release

São Paulo, 07.07.2020

Roche inicia estudo de Actemra mais remdesivir em pacientes com pneumonia grave por COVID-19

COVID Roche Pesquisa

 

A Roche iniciará em junho um estudo multicêntrico global de fase III, randomizado, duplo-cego – nomeado REMDACTA – para avaliar a segurança e a eficácia de Actemra (tocilizumabe) mais o antiviral experimental remdesivir versus placebo mais remdesivir em pacientes hospitalizados com pneumonia grave por COVID-19, em colaboração com a Gilead Sciences, Inc.  A meta é incluir aproximadamente 450 pacientes em todo o mundo.

 

“À medida que mais informações sobre a pneumonia por COVID-19 se tornam disponíveis, neste momento sem precedentes, é mais importante do que nunca trabalharmos juntos para combater essa doença”, disse Levi Garraway, vice-presidente executivo de Desenvolvimento Global de Produtos Roche e diretor médico da companhia.

“Com base em nosso conhecimento atual, acreditamos que a combinação de um antiviral com um imunomodulador tem potencial para ser uma abordagem terapêutica efetiva para pacientes com doença grave. Estamos satisfeitos com essa parceria com a Gilead que visa determinar se a combinação desses medicamentos pode ajudar mais pacientes durante a pandemia.”

 

Além do REMDACTA, a Roche está prestes a finalizar a inclusão de 450 pacientes no estudo clínico global de fase III, randomizado, duplo-cego, controlado por placebo denominado COVACTA, que avalia a segurança e a eficácia de Actemra por via intravenosa adicionado ao tratamento padrão versus placebo mais tratamento padrão em adultos hospitalizados com pneumonia grave por COVID-19. O primeiro paciente foi randomizado em 3 de abril. O aumento em relação à meta original de 330 pacientes permitirá obter dados ainda mais robustos, com uma extensão mínima do período de recrutamento. A Roche assumiu o compromisso de compartilhar dados do estudo COVACTA, logo que possível, nos próximos meses. Além disso, o protocolo do COVACTA permite a inclusão de pacientes que estejam em tratamento com antivirais, incluindo experimentais. Os dados do estudo REMDACTA servirão para complementar o estudo COVACTA.

 

Sobre o Actemra

No Brasil, Actemra® é aprovado para o tratamento de artrite reumatoide (AR), artrite idiopática juvenil poliarticular (AIJP), artrite idiopática juvenil sistêmica (AIJS) e arterite de células gigantes (ACG) apenas na apresentação subcutânea. 

 

Contatos para a imprensa

In Press Porter Novelli

Agência de comunicação da Roche Brasil

[email protected]