Media Release

Brasília, 07.04.2016

Medicamento para tratar câncer linfático terá versão subcutânea para minimizar o tempo de administração

O novo método permite que a aplicação da terapia-alvo ocorra em apenas alguns minutos

São Paulo, 07 de abril de 2016 – A evolução do tratamento pode transformar a realidade dos pacientes com linfoma não-Hodgkin, um tumor linfático maligno agressivo que acomete desde crianças até idosos. No Brasil, esse tipo de câncer é responsável pela morte de mais de 4 mil pessoas por ano e terá mais de 10 mil novos casos da doença em 2016¹, segundo o INCA.

Dependendo do estágio da doença, o tratamento geralmente conta com associação de radioterapia, quimioterapia e terapia-alvo. Contudo, o uso desses aliados terapêuticos podem submeter o paciente a uma rotina desgastante e demorada, em função do longo período de tempo necessário para infusão da medicação. Para diminuir a sessão terapêutica, pesquisadores da Roche, líder mundial em inovação em saúde, criaram um novo método de administração do medicamento rituximabe, comercialmente conhecido como MabThera®(rituximabe subcutâneo), um medicamento de prescrição médica. A nova opção permite a aplicação subcutânea do medicamento, diminuindo assim o período administração do medicamento de cerca de 2,5 horas para cerca de 5 minutos.

Recém-aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o MabThera® SC (rituximabe subcutâneo) é o primeiro anticorpo monoclonal de alta complexidade para tratamento de linfomas disponível na versão subcutânea no País. De acordo com os estudos SparkThera e Sabrina, realizados em diversos países, inclusive no Brasil, os pacientes que utilizaram a versão subcutânea se sentiram menos desgastados e mais confortáveis com a aplicação, sentindo menos dores e passando menos tempo nas clínicas/hospitais.

Segundo Lenio Alvarenga, diretor médico da Roche Farma Brasil, diminuir o desgaste físico e psicológico do paciente pode trazer importantes ganhos ao tratamento como um todo.  “Sabemos que o bem-estar integral do paciente é um componente fundamental  do melhor resultado clínico possível para um paciente. A chegada de MabThera® SC (rituximabe subcutâneo) representa a busca constante da Roche pela inovação, seja trazendo tratamentos para necessidades médicas não atendidas ou aprimorando formas de tratamento que ajudem a melhorar a vida de pacientes em todo o mundo”, ressalta. 

Consolidado no mercado nacional desde 1997, o rituximabe é um anticorpo monoclonal que ataca as células CD20 positivo – proteínas de membrana das células do linfoma. Em conjunto com a quimioterapia, o tratamento com o rituximabe aumenta a sobrevida global e sobrevida livre de doença de linfomas não-hodgkin (folicular e difuso de grandes células B).

Sobre Linfoma Não-Hodgkin

Em 1839, o médico inglês Thomas Hodgkin se deparou pela primeira vez com o linfoma. Desde então, foram descritos mais de 40 subtipos da doença, que se diferenciam pela linhagem das células e por alterações a nível molecular. Atualmente, os linfomas são classificados como de Hodgkin e não-Hodgkin. O linfoma não-Hodgkin é mais comum e apresenta mais de 20 subtipos, com evoluções distintas. Os dois subtipos mais comuns de linfoma não-Hodgkin são: difuso de grandes células B (linfoma agressivo) e folicular (linfoma indolente). Embora o tratamento dependa do estágio da doença, a terapia geralmente conta com o uso de aliados combinados, que envolvem a quimioterapia, radioterapia e terapia-alvo. Em casos mais graves, pode-se recorrer ao transplante de medula óssea. Mesmo considerada rara, o que chama a atenção dos médicos é a incidencia da doença que duplicou nos últimos 25 anos, principalmente em pessoas acima de 60 anos, entre homens e mulheres principalmente da região Sul e Sudeste do país.

Sobre a Roche

A Roche é uma empresa global, pioneira em produtos farmacêuticos e de diagnóstico, dedicada a desenvolver avanços da ciência que melhorem a vida das pessoas. É considerada a maior empresa mundial de biotecnologia, com medicamentos verdadeiramente diferenciados nas áreas de oncologia, imunologia, infectologia, oftalmologia e doenças do sistema nervoso central.

A Roche também é líder mundial em diagnóstico in vitro e diagnóstico tecidual do câncer, além de ocupar posição de destaque no gerenciamento do diabetes. Combinando as forças das divisões farmacêutica e diagnóstica, a Roche se tornou líder em medicina personalizada - estratégia que visa encontrar o tratamento certeiro para cada paciente, da melhor forma possível.

Fundada em 1896, a Roche busca constantemente meios mais eficazes para prevenir, diagnosticar e tratar doenças, contribuindo de modo sustentável para a sociedade. 29 medicamentos desenvolvidos pela Roche fazem parte da Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde, entre eles antibióticos que podem salvar vidas, antimaláricos e terapias contra o câncer. Há sete anos consecutivos, a Roche é considerada líder em sustentabilidade no grupo de indústrias de produtos Farmacêuticos, Biotecnológicos e Biológicos dos Índices Dow Jones de Sustentabilidade.

Com sede em Basileia, na Suíça, o Grupo Roche atua em mais de 100 países e, em 2015, empregava mais de 91.700 pessoas em todo o mundo. Em 2015, a Roche investiu 9,3 bilhões de francos suíços em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e suas vendas alcançaram 48,1 bilhões de francos suíços. A Genentech, nos Estados Unidos, é um membro integral do Grupo Roche. A Roche é acionista majoritária da Chugai Pharmaceutical do Japão. Para mais informações, visite www.roche.com.br.

Todas as marcas comerciais utilizadas ou mencionadas neste release estão protegidas por lei.

Referências

1. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

2. Rummel M, et al. EHA 2014; Resumo P467 (Apresentação de pôster)

3. Bula MabThera® (rituximabe) aprovada pela ANVISA em 16/10/2014

4.Bula MabThera® SC (rituximabe) aprovada pela ANVISA em 14/12/2015