Media Release

20.05.2019

Roche Farma Brasil faz Roda Viva que fomenta a conscientização sobre a Esclerose Múltipla

Edição especial do Roda Viva, disponibilizada exclusivamente nas plataformas digitais da farmacêutica, visa alertar sociedade sobre a principal doença incapacitante, que atinge geralmente mulheres na faixa etária mais ativa da vida
 
A esclerose múltipla acomete cerca de 35 mil jovens no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla – ABEM. Entre os diagnosticados, a maioria é mulher e, geralmente, na faixa etária mais ativa da vida, entre 20 e 40 anos. As pessoas que convivem com essa condição ainda enfrentam um cenário de muito desconhecimento. Para mudar este contexto, a Roche Farma promove uma edição especial do Roda Viva, disponibilizada exclusivamente nas plataformas digitais da farmacêutica, que reúne médicos, pacientes e associações de pacientes para discutir quais ações podem melhorar a realidade da doença no país.

A ação visa incentivar o debate sobre esclerose múltipla e facilitar o acesso ao conhecimento sobre a doença. Pretende também alertar sobre a relevância do diagnóstico precoce e destacar os seus sintomas - como distúrbios visuais e a fadiga. 

O conteúdo, que tem como objetivo principal promover o entendimento sobre a condição, foi dividido em dois momentos: um programa direcionado ao público, que tem como compromisso alertar e conscientizar a sociedade sobre os sinais da doença; e uma edição destinada aos profissionais de saúde, que visa fomentar discussões mais científicas acerca da importância de tratar a enfermidade da forma correta.

Impedir a progressão da doença, incentivar a chegada de novas tecnologias para o tratamento, reforçar o papel do cuidado multidisciplinar e importância de empoderar o paciente foram alguns dos temas abordados. Outro assunto também discutido foi a função da participação social para mudar a realidade da doença no país.

Os avanços tecnológicos e a inovação contribuem constantemente para a medicina e para o campo da saúde como um todo, e é justamente por isso que a discussão acerca deste tema deve se manter sempre em alta. “Facilitar o acesso a conteúdos cientificamente embasados e promover a troca de informações é uma responsabilidade de todos”, afirma Amanda Valeri, jornalista da TV Cultura que mediou o debate e está alinhada à visão do projeto.
 
Serviço

O programa terá veiculação exclusivamente online, nas plataformas da farmacêutica, e estará disponível a partir do dia 27/02.

A iniciativa é uma realização da farmacêutica Roche. O programa conta com a participação de Dr. Rodrigo Thomaz , coordenador médico do Centro de Esclerose Múltipla do Hospital Albert Einstein; André Biernath, jornalista da revista Saúde É Vital, especializada no setor; Bruna Rocha, paciente e representante da AME – Associação Amigos Múltiplos pela Esclerose; Camila Piccirilli Stefani, fisioterapeuta neurofuncional do Centro de Esclerose Múltipla do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSP); Antônio Carlos, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica; Juliana Aparecida Rhein Telles, fisioterapeuta e representante da ABEM. Já na edição voltada a profissionais de saúde, participam: Dra. Enedina Lobato de Oliveira, neurologista coordenadora do ambulatório de doenças desmielinizantes da UNIFESP; Dr. André Muniz, médico Neurologista do Hosp. São Rafael e da Clínica Amo; Dr. Rodrigo Thomaz, coordenador médico do Centro de Esclerose Múltipla do Hospital Albert Einstein; Dr. Rodrigo Kleinpaul, neurologista do Hospital das Clínicas da UFMG; Dra. Soniza Alves Leon, Diretora da divisão de pesquisa do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ, professora de Neurologia e head do programa de Pós-Graduação em Neurologia da UNIRIO e Dr. Volker Limmroth, Professor do Departamento de Neurologia da Universidade de Colônia, Alemanha. Diretor médico do Departamento de Neurologia e Medicina Paliativa do Hospital de Merheim-Colônia, Alemanha.