Tecnologia a favor da vida

Apoiado pela Roche, o plataforma SalvoVidas.com utiliza Data Science para facilitar a doação de sangue

 

Durante o inverno, é comum as doações de sangue diminuírem – além de ser época de férias escolares e mudanças de rotina, muitos voluntários acabam contraindo gripes e resfriados por conta das baixas temperaturas da estação. Neste ano, um outro motivo tem contribuído para a queda de mais de 50% nas doações em diversas regiões do país: a pandemia da Covid-19.

 

Apesar das medidas de isolamento social adotadas, os hemocentros e hospitais precisam continuar realizando coletas de sangue. Para facilitar o processo, a SaveLivez, startup incubada na Eretz.bio, ecossistema de inovação e empreendedorismo do Einstein, tem usado a ciência de dados e a tecnologia para conectar doadores e hemocentros de forma mais rápida, prática e segura por meio do plataforma SalvoVidas.com, apoiado pela Roche.

 

A plataforma on-line faz o rastreio e monitoramento dos níveis e necessidades de estoque de bancos de sangue espalhados por todo o país e entra em contato com os possíveis doadores para realizar o agendamento da coleta no hemocentro mais próximo de sua residência. Para colaborar com a iniciativa, basta se cadastrar no site SalvoVidas.com, informar seu tipo sanguíneo e a cidade em que deseja fazer a doação; com esse dados, a plataforma cruza com a demanda dos bancos de sangue locais e notifica conforme a necessidade.

 

Como medida de prevenção, o agendamento da coleta sanguínea é realizado por telefone – assim, o voluntário pode comparecer ao local de doação apenas na hora previamente marcada, evitando filas e aglomerações. Vale lembrar, também, que todos os bancos de sangue adotaram medidas preventivas ao contágio, como disponibilização de álcool em gel, distanciamento seguro e equipamentos de proteção individual aos profissionais.

 

Além de otimizar o processo de agendamento de doações, a SalvoVidas.com também se preocupa em equilibrar a oferta e demanda nos bancos de sangue. Com a análise de Data Science da plataforma, é possível direcionar o doador para hemocentros e hospitais que estejam com os níveis de estoque mais baixos, oferecendo ao sistema um processo mais assertivo e inteligente.

 

“A baixa adesão de doadores de sangue é um problema anterior à pandemia da Covid-19, mas que ganha contornos ainda mais críticos no contexto do isolamento social. Estimular o hábito de doar sangue é importante para equilibrar as reservas dos diversos bancos de sangue das cidades brasileiras e, por isso, a Roche apoia esta iniciativa”, afirma a Gerente de Patient Advocacy da Roche, Claudia Echeverria.

 

Para verificar se você está apto a doar sangue e tirar possíveis dúvidas, inclusive sobre a Covid-19, a plataforma disponibiliza a Livia.bot, uma assistente virtual. Clique aqui para saber mais.

 

Conectando praticidade, propósito e segurança, o projeto conta com a colaboração de todos. Cadastre-se na plataforma e ajude a transformar vidas!