#VemFalarDeVida com a Roche


Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o segundo tumor mais comum entre as mulheres, atrás apenas do câncer de pele – em média, 60 mil novos casos são diagnosticados anualmente. Mas, apesar dos dados alarmantes, o diagnóstico positivo não é uma sentença: hoje, a medicina oferece diversas possibilidades de intervenções terapêuticas, que elevam cada vez mais a taxa de cura da doença. E quando falamos sobre a cura, é importante lembrar que cada minuto conta: quando o câncer de mama é diagnosticado e tratado em sua fase inicial, esses índices chegam a até 95%. Por isso, o acompanhamento médico, a realização de exames periódicos e o diagnóstico precoce são peças fundamentais nesse cenário.


O movimento Vem Falar de Vida evidencia a importância do cuidado da mulher não apenas no mês de outubro, durante a campanha Outubro Rosa, mas em todo o ano. A iniciativa idealizada pela Roche tem como objetivo formar uma rede que promove a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce e o gerenciamento adequado da doença, ampliando, assim, as chances de cura e controle. Entre as parcerias firmadas pela causa, estão empresas e instituições como Lindoya Verão, Movimento Mulher 360 e mais de 20 associações de pacientes. 


Em 2014, a Roche criou o Mulher Consciente, um site que engaja mulheres com tumores femininos em uma rede de apoio e conhecimento. Com informações completas sobre sintomas, diagnósticos e tratamentos, o canal exerce um papel importante de conscientização sobre câncer de mama, ovário e colo de útero. Agora, chega o momento de amplificar a voz para alcançar e conscientizar mais pessoas, de uma forma autêntica, com informação e leveza: Falando de Vida!


Pautado essencialmente pela difusão de informações de qualidade, o movimento reforça a importância de dividir experiências e histórias, conscientizando as pessoas sobre a importância do diagnóstico precoce e do tratamento certo no tempo certo.


Para enfrentarmos o câncer de mama e ressignificarmos o diagnóstico como apenas mais um desafio a ser vencido na vida, precisamos falar de vida com leveza, entendendo a jornada de cada mulher de maneira única e individual e compreendendo suas fortalezas e fragilidades. #VemFalarDeVida com a gente!

 

Para saber mais sobre o movimento e participar, acesse o site.